Botox e preenchimento em evolução

botox no rostoAplicar Botox e fazer preenchimentos são recursos do tratamento de rejuvenescimento bastante conhecidos pelo público em geral. Devemos considerar que esses procedimentos estéticos dermatológicos vêm sendo realizados há pelo menos 20 ou 30 anos! O que é muito importante saber é que eles estão sendo ainda constantemente estudados a fim de serem melhor realizados.

Conforme foi bastante enfatizado no último curso anual de atualização da Allergan ocorrido em Miami – Flórida entre os dias 23 a 25 de agosto deste ano, o Botox e os preenchimentos devem ser feitos de maneira a abranger toda a face e o resultado advindo deles será de bastante naturalidade, buscando melhorar as proporções da face dos pacientes, corrigindo não somente as queixas pelas quais eles nos procuraram. Os dermatologistas devem conhecer profundamente a anatomia e a estética dos diferentes tipos de face, femininas ou masculinas, para que possamos orientar adequadamente essas pessoas sobre o que fazer de melhor em prol da sua beleza e sua juventude facial.

Dessa forma, em relação aos preenchimentos, a melhor opção é preencher as bochechas (região malar), o nariz e/ou o queixo (mento) e até mesmo a testa (região frontal) e não somente uma linha ou um vinco de expressão como fazíamos no passado. Ao contrário do que a maioria do público leigo pensa, fazer esses preenchimentos mais globais, em 3D da face, não leva a uma fisionomia artificial. O que buscamos nos dias de hoje, mais do que nunca, é evitar os exageros e as “deformações” tão frequentemente vistas em vários rostos famosos ou mesmo em faces que transitam no nosso dia a dia social.

Atuar de maneira precoce é sempre uma boa solução. Foi bastante demonstrado pelos vários palestrantes nacionais e internacionais presentes neste evento em Miami que, se nós compararmos a face de uma filha de 30 a 40 anos e da sua mãe, aos 60 ou 70 anos de idade, poderemos observar claramente como a face da filha irá evoluir se não intervirmos de maneira adequada nos pontos chaves onde existem os maiores sinais de envelhecimento da face da mãe. Por exemplo, se a mãe tem muitas rugas ao redor da boca (o famoso código de barras!) e a filha bem mais jovem já apresenta quatro ou cinco rugas nessa região, isso é um sinal de alerta para a paciente e para nós, dermatologistas. Atuar de maneira natural nos lábios dessa jovem paciente irá evitar que ela no futuro venha a ter o mesmo código de barras que a mãe apresenta na sua idade mais avançada.

Outro assunto bastante interessante foi a discussão sobre as diferenças étnicas (raciais) que as faces apresentam, desde uma paciente oriental, passando pelas pessoas de pele clara (caucasóides) e chegando nos pacientes negróides. Podemos atuar de maneira bastante avançada, corrigindo traços inadequados que cada uma dessas raças apresenta, sem perdermos o senso de que “o menos poderá ser sempre mais”. Portanto, não arriscar é a palavra de ordem!

Realizarmos esses procedimentos estéticos tão usuais de forma gradual para que as mudanças sejam discretas, porém visíveis, quando a busca pelo embelezamento facial é a nossa principal meta! Por isso, a nossa atualização constante é absolutamente necessária para que nós, dermatologistas que fazemos constantemente intervenções nas faces dos nossos pacientes, possamos tomar a conduta mais propícia e a escolha do que há de melhor para cada pessoa que deposita sua total confiança no nosso trabalho!

UOL.com.br

1 comment for “Botox e preenchimento em evolução

  1. alexandra regina pujol
    março 25, 2013 at 8:43 pm

    gostaria de saber sobre o curso de preenchimento oro facial

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *